sexta-feira, 27 de março de 2015

Encontros e desencontros (Vanessa)

Eu não podia ir sozinha. Precisava de um apoio moral e também de uma pessoa que me desse cobertura. Por isso, escalei Ashley para aquela que seria a mais arriscada aventura: conhecer Josh, sem que Zac ficasse sabendo.
- Não quero ficar de vela! - ela resmungou logo que lhe pedi por telefone, mas cedeu depois que implorei.
Chegamos ao Centro da Cidade um pouco antes do horário estipulado. Uma hora da tarde.
- Acho que vou comprar pipoca. - ela disse, assim que viu a carrocinha na porta do Centro Cultural Banco do Brasil. - Quer?
- Não, estou removendo meu estômago. - passei as mãos no rosto, eu suava de ansiedade e medo.
- Nessa, o que vai dizer para ele?
- Eu vou dizer que quero conversar e só. Bem longe de mim. Logo de cara deixarei claro que tenho um namorado, que eu o amo muito e que jamais o trairia.
- É o melhor que tem a fazer.
- O Zac não vai ficar sabendo e eu espero ser esse um encontro puramente de amigos.
- E o que eu faço?
- Ora, vê a exposição. Ash, preciso ter alguém por perto.
- Claro, caso vocês se agarrem e os seguranças queiram levar os dois presos.
- Falo sério. Eu não vou fazer nada além de estender a mão. O Josh precisa se conciliar consigo mesmo. Não vou ser seu bote salva-vidas.
- Isso você chegou à conclusão agora? Que maravilha!
- Ok. Eu precisei arrumar meus sentimentos primeiro. Mas agora eu estou convicta que o que sinto pelo Josh é curiosidade, carinho, admiração. Pelo Zac é amor. Meu Deus, ele fez tudo por mim e estou apaixonada!
- Viu? Tudo tranquilo, agora come a pipoca. - ofereceu o saco.
- Não, estou nervosa mesmo assim.
Ashley e eu demos uma volta no térreo do centro cultural e sentamos em um banco abaixo da cúpula redonda de vidro.
- Acho que você está levando à vida muito a sério. - ela mastigou sua pipoca. - Ele é só um amigo, todo mundo tem amigo. Você namora o Zac. Quem namora pode ter amigo.
- Só que... e se o namorado não sabe do amigo?
- Isso é um pequeno detalhe.
- Mas um cisco no olho também é um pequeno detalhe e pode cegar.
- Que comparação horrível, hein? Nossa, nem quero pensar no papo de vocês...
- Ashley, vamos combinar tudo, ok?
- Lá vem... - revirou os olhos.
- Eu vou sentar ali no banco onde o Josh falou e ficar com o celular na mão.
- Para caso ele te ligue?
- Não! Você me ligue!
- Eu? Para perguntar o quê? O beijo tá bom? Me poupe.
- Que beijo?! Já falei que o Josh é só amigo e não vou trair o Zac por nada nesse mundo! Então... Se estiver alguma coisa errada, eu vou ao banheiro, que fica ali ao lado do banco, e te ligo. Você, então, espera eu voltar e me liga.
- Ãnh?
- Ai eu finjo que alguém está me dando uma notícia ruim e falo que preciso voltar para casa.
- Você vai conseguir encenar isso?
- Não atrapalha, Ashley! Sua tarefa é me dar incentivo.
- Tudo bem, sua atuação será digna do Oscar de melhor roteiro e atriz coadjuvante!
- E se tudo der certo e eu não te ligar, você pode ver a exposição e no fim a gente se esbarra e volta juntas.
- Eu estou começando a ficar nervosa também...
- Ashley!
- Está bem, estou tão calma quanto você!
Suspirei e apertei minhas mãos uma na outra.
- Eu vou! - decidi e depois de dar dez passos me virei de novo para ela e fiz uma careta de medo.
- Vai!!! - ela abanou as mãos no ar e depois deu um tapinha na testa de impaciência.
Eu me senti atravessando um campo de futebol sem fim, parecia que eu nunca ia chegar no banco.
Sentei. Não consegui. Levantei. Dei uns passos em círculo. Mordi o dedão.
Rezei para Deus e agradeci por ter me enviado o Zac. Eu não seria ingrata estragando tudo. Só pediria aquela forcinha em me fazer explicar pessoalmente ao Josh que agora sou uma garota comprometida. Ora, se eu era firme do que sentia pelo Zac, não precisava me privar de nada!
Meu telefone começou a vibrar e meu coração disparou. Muita adrenalina correndo nas veias.
- Ai, Ashley! - apertei o botão e atendi, olhando-a de longe.
- Você quer cavar um buraco aí de tanto dar voltas?! O segurança está te olhando já. E eu estou me sentindo uma bandida, falando desse jeito.
- Tá! - desliguei.
O telefone tocou novamente.
- Que é?! - atendi aborrecida.
- Sai daí agora!
- Ãnh? - franzi a testa.
- Droga, o Zac acaba de entrar pelo portão lateral.
- Quem?
- Sai daí! - ouvi ela gritar.
- Mas o Josh...
- Droga, já era! Nessa, vira devagar para trás. _ aconselhou.
Eu engoli em seco e fechei o celular. Meu coração pareceu parar. O cheiro do perfume do Zac era simplesmente inconfundível. Virei-me muito lentamente e o olhei, bem na minha frente agora.
Não consegui dizer nada. Seu rosto nunca esteve tão grave. Soltei o ar muito de vagarinho. Se tentasse me esbofetear ou dar um tiro ou... ou...
Ele não fez nenhum movimento. Talvez estivesse esperando por mim. Como ele soubera? Será que invadira meu computador e lera alguma coisa na lixeira?!
Pensei em começar a me desculpar, mas me desculpar pelo quê? Eu não fiz nada, efetivamente!
Droga, devia ser 2 horas, o Josh chegaria e seria o completo desastre.
- Era isso que você queria buscar no corpo de outro? - ele perguntou.
Eu fiquei congelada, só meus olhos se moviam.
Zac aproximou-se devagar e me beijou os lábios.
Eu não consegui nem fechar os olhos, aquilo estava me dando pânico.
- Zac, eu posso explicar... - senti que estava prestes a chorar...
Ele colocou a mão por dentro da jaqueta. Senti medo.
- Acho que isso aqui era o que esperava... - ele tirou uma rosa vermelha com um pequeno caule e puxou minha mão para abri-la e me entregou o botão.
- O que...? - franzi a testa.
- Você procurou o que estava no quarto ao lado.
Olhei para a blusa do Zac: vermelha. Meu coração parou!! As lágrimas brotaram dos seus olhos...
- Você não é o... - não consegui dizer.
- Eu não devia ter feito isso... - a voz dele embargou. - ... Mas pensei que eu te bastasse e você não precisaria dele, da mentira... Você me traiu!
- ... - eu caí sentada e ele deu dois passos atrás e saiu.
Eu não tinha forças, estava congelada.
- Vanessa... - Ashley se aproximou de mim, às pressas. Pegou o meu rosto. - Nessa!
- Ele é o Josh.
Levei às mãos ao rosto.
____________________________________________
Hiiiii girls :D
Aqui está mais um capítulo pra vocês...
Eu estou CHO-CA-DA!! De boca abertaa!!
Todo mundo pensando que o Josh estragaria tudo e 
seria outra pessoa... 
É pessoal, agora que fudeu tudo mesmo!!! :s 
Bom vcs já sabem minimo de 2 comentário e posto mais um capítulo hoje!!
Então comentem ai!!
Obrigada pelos comentários
E até mais girls!!
OBS: Ontem Sucker Punch completou 4 anos (Deus estou ficando velha!!!) então o gif abaixo 
é relembrarmos um trechinho do filme...

4 comentários:

  1. ai mds ,sabia que tinha alguma coisa errada com o Josh ,mas nem imaginava que fosse isso ,meu Deus e agora? Tomara que eles se resolvam ,posta logo ,pelo amor de Deus

    ResponderExcluir
  2. Omg O.o
    Capítulo perfeito
    To amando essa fic
    Posta logooo *-*

    ResponderExcluir
  3. tô passada aqui....como assim o Zac é o Josh?!
    agora que ferrou mesmo
    espero que ele perdoe a Nessa
    posta logo,pleaseee
    kisses

    ResponderExcluir